22 nov | Artrite idiopática juvenil

A Dra. Simone Valduga apresentou no dia 04/10 (quinta-feira) exemplos de alterações relacionadas a doenças reumáticas, com foco na artrite idiopática juvenil. O conteúdo teve como base o artigo Radiologic Investigation of Rheumatic Diseases.
A artrite idiopática juvenil atinge inicialmente a região da sinóvia. As pessoas que desenvolvem essa alteração apresentam hipersensibilidade a dor, com a doença sendo disseminada nos tecidos epiteliais, o que provoca a formação de edemas. A consequência mais grave é o espessamento e a perda de sangue, resultando na formação de derrame articular.
O diagnóstico desse tipo de artrite é de difícil alcance através do exame de raios-X, em razão da possível reação periosteal. O radiologista, por isso, deve analisar o grau de desenvolvimento de derrame.
A ultrassonografia é indicada para localizar a presença de edemas em partes moles, usando para isso o método power doppler. O espessamento da sinóvia pode ser localizado com mais detalhes no eco-doppler.

Galeria

<- Voltar