12 set | Neoplasia de Esôfago

Dr._Rodrigo_Bordin.jpg

O Dr. Rodrigo Bordin Trindade apresentou no dia 31/08 (sexta-feira) um caso de Neoplasia de Esôfago e a seguir realizou uma breve revisão do seu estadiamento. A Neoplasia de Esôfago está entre os tipos de câncer mais prevalentes no mundo. Tendo maior incidencia em homens acima de 60 anos, apresenta como fatores de risco o tabagismo, etilismo e o refluxo gastro-esofágico. O tipo histológico mais comum na porção superior é o carcinoma de celulas escamosas (CEC) e, na porção inferior o adenocarcinoma.
A ultrassonografia endoscópica é o método para o estadiamento do tamanho primário, pois torna possível a visualização das camadas esofágicas e determinação do grau de invasão. Essa técnica também detecta a presença de linfonodos regionais, porém a avaliaçao deste é melhor avaliada por tomografia e PET-CT. A tomografia serve como exame inicial para excluir tumores T4 e avaliar os linfonodos e metastases, estas que são encontradas em 30% dos casos na avaliação inicial. A detecção precoce dessas alterações é importante para determinar a necessidade da realização de cirurgia. Ao final, o Dr. Rodrigo enfatiza que o estadiamento de Neoplasia de Esôfago inclui os três métodos complementares: TC screening, US endoscópico e Medicina nuclear (Pet).

Para visualizar a apresentação de slides desta aula, clique aqui.

Galeria

<- Voltar