22 jan | SIDI desenvolve projeto socioambiental

Comprometida com o desenvolvimento de práticas que colaborem com a preservação ambiental, a clínica Sidi criou o projeto Sidi Sustentável, um conjunto de iniciativas que visam proteger o meio ambiente, sem prejudicar os serviços prestados pela empresa.
Entre as novidades está a migração gradual dos métodos tradicionais de geração de imagens radiológicas para o uso de opções mais sustentáveis, com descarte limpo, como papel e a digitalização de imagens. Para isso, a empresa investiu em impressoras especiais e material de alta resolução.
Além disso, os exames que não são retirados pelo paciente no prazo de cinco anos nas clínicas, recebem um novo destino. Ainda nas unidades, o material é separado em papel, CD e capa plástica. Após a distribuição, os produtos são destinados a cooperativas de recicladores. Os CDs são, então, encaminhados a artesãos de Porto Alegre, que os transformam em obras de arte como objetos decorativos, roupas e acessórios.
Em 2012, o SIDI doou mais 2 mil CDs descartados. Além de auxiliarem na preservação ambiental, estas ações também contribuem para a geração de trabalho e renda.

Dicas de manutenção de exames médicos:

Apesar da destinação dos CDs descartados aos artesãos, a clínica Sidi esclarece que é importantíssimo que os pacientes retirem seus exames e guardem-nos consigo permanentemente. Para os pacientes que recebem seus exames de diagnóstico por imagem, algumas dicas de preservação são importantes. Todos os exames - quer sejam em filme radiológico, em papel ou em CD - devem ser guardados, pois contêm informações importantes para o médico ao longo do tratamento e para investigações futuras. Para não danificar os que forem entregues em filme radiológico, guarde-os abrigados da luz, umidade e calor. Não dobre nem enrole os filmes.

Galeria

<- Voltar